Selinho clubinho da costura

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Uma história, um sonho, um táxi dos Beatles

Sábado. Saindo da Feira do Empreendedor. Lá estávamos nós, buscando um táxi para ir pra casa. No meio da fila de táxis que esperavam para pegar passageiros estava uma lenda de Porto Alegre. Lenda esta que eu sonhava em conhecer desde a primeira vez que o vi próximo à rodoviária: O Táxi dos Beatles.
Sou louca por Beatles. Meu namorado que estava junto comigo também. Saímos correndo para pegar o táxi que está entre as coisas mais bacana que eu já vi. Todo decorado com motivos da Inglaterra e da banda The Beatles, adesivos, frases, bandeiras e até uma almofada do Yellow Submarine.

Mas o que uma volta de táxi tem a ver com costura?

Entre as músicas já velhas conhecidas por nós, e que estávamos escutando a todo volume, conversamos com o taxista, um senhor muito simples que nos contou a história de como começou essa aventura de criar um táxi todo inspirado nos Beatles. Ele disse que era o seu sonho, pois acompanhou toda a história da banda. E também comentou o seu orgulho em escutar as histórias que as pessoas contam relacionadas aos Beatles e como andar no táxi faz bem a elas. Quando ele podia esperar que um comum táxi se transformaria em um objeto de sorrisos e em uma experiência na vida das pessoas?


Ficamos 40min dentro do táxi. Não pagamos pouco. Se tivéssemos pego um ônibus sairia mais em conta, mas nenhum de nós reclamou do preço. Pelo contrário, saímos felizes do táxi, com gostinho de quero mais.





 Emoções, histórias, valores não monetários. Seu produto tem isso? Quais outros valores o seu trabalho agrega à vida das pessoas?

Vivemos na era do consumismo. Empresas fabricam milhares de peças iguais, a preço de banana, nos tirando a identidade e nos deixando todos iguais. E cada vez mais as pessoas buscam aquele produto que elas se identificam, que tenham uma história, que vendam filosofias de vida, que emocionem, que agreguem mais do que uma simples peça a mais na casa ou no guarda-roupas.

Pensar sobre o valor que o seu produto terá sobre a vida de alguém é que faz ele dar certo, pois a experiência de compra e a identificação com o que se está adquirindo está cada vez mais escassa.

Histórias para criar. Emocionar para vender.






E aproveitando esse gancho sobre trabalho, deixo uma indicação de leitura bacana, para quem quer trabalhar em casa (ou já trabalha):

Débi

5 comentários:

Camila Schone on 4 de outubro de 2012 11:41 disse...

Que post lindo! :)
Pessoas que valem a pena.. alegram o dia, a semana..

Muito legal.
Beijos

Nathalia on 4 de outubro de 2012 12:45 disse...

Que lindo isso, Caliope! Adorei a historia... Fico pensando em tocar o coração das pessoas o tempo inteiro, e é isso que me guia em tudo o que faço para Dona Linha. Mas as vezes é tão dificil, né? Nunca sei se estou acertando!

Beijoca!

Calíope Corrêa on 4 de outubro de 2012 13:35 disse...

Ai que lindo... Débi arrasa nas quintas-feiras neh não??? Me sinto uma leitora fã do blog lendo a tua coluna mulher! *-*

café e chocolate on 4 de outubro de 2012 20:30 disse...

Amei!è exatamente o que procuro,adoro costura, te admiro,te visito todos os dias!espero que me visite e siga-me!Siga-me!Siga-me!

karen Disley on 7 de outubro de 2012 12:55 disse...

OLÁ QUERIDA, DÉBI
ADOREI ESSA MATÉRIA.
QUANTA DIFERENÇA FAZ UM PRODUTO PERSONALIZADO.QUE TRAZ EMOÇÃO, EXPERIÊNCIA O CLIENTE SAI SATISFEITO, PORQUE É OFERECIDO COM MUITO AMOR.
AMO SEU TRABALHO1
BJS!
KÁREN

Postar um comentário

 

Clubinho da Costura Copyright © 2012 Design by Cali Criativa